Bem-vindo viajantes

Bem-vindo viajantes! Esse blog tem como objetivo tornar público algumas questões, reflexões e vivências que tenho tido, daí o nome "Viagens de Paulo Pom". As postagens e discussões desse espaço envolverão os seguintes temas: meio ambiente, sustentabilidade, ciclismo e cicloturismo, montanhismo e vivência ao ar livre. Mas viagens por outros mundos também serão feitas...

terça-feira, 5 de novembro de 2013

CICLOVIAGEM LAGAMAR - CAP. IV: Ilha das Peças

Em maio de 2012, a convite da Expedição & Aventura, pedalei durante quatro dias pelas praias desertas do Lagamar, rodeado de restingas, manguezais, ilhas, morros isolados, vegetação nativa e um mar pulsante. 

blog Viagens de Paulo Pom está contando a história dessa cicloviagem, que no total percorreu os trechos sinalizados no mapa abaixo (clique para ampliar):



Antes de prosseguir, clique nos links abaixo e recordem as postagens antigas: 

Ilha do Cardoso: exuberante 
o Lagamar

Planejamento,
Cananeia e a travessia para a Ilha do Cardoso. 

Pedalando pela Ilha do Cardoso.

Capítulo 3
Ilha de Superaguí.

Mapa Ampliado mostra em vermelho
os trechos de pedal e azul de barcos

Nesse Capítulo 4, vamos pegar um barco e seguir para um pedal mágico pela Ilha das Peças, já no Estado do Paraná. 

ILHA DAS PEÇAS: beleza e encanto

Sob a brisa matutina, lubrificamos nossas bicicletas que haviam sido lavadas no dia anterior.


O cuidado diário com o equipamento é outro fator importante durante as cicloviagens, principalmente em regiões de praianas.

Embarcamos nossas magrelas em um barco de pescador....


... sob os olhares curiosos de três crianças que brincavam com suas bicicletinhas.



Em poucos minutos, Superagui foi ficando para trás...

A Ilha de Superagui foi ficando para trás...

... e aos poucos fomos nos aproximando da Ilha das Peças (PR), que segundo as lendas, possui esse nome em referência ao tráfico de escravos, chamamos de peças, ou porque o local era esconderijo para as peças saqueadas pelos piratas.

 Nas areias da Ilha das Peças
Nesse dia, fizemos um pedal curto (18 km), passando por uma antiga torre de tijolos da Marinha derrubada na praia pela força do mar (fotos abaixo)...



... até chegarmos à vila de pescadores situada defronte a Baía de Paranaguá, onde nos recolhemos na agradável Pousada do Carlinhos, que havia sido reservada pela equipe da Expedição & Aventura




Conversamos com moradores nativos e desfrutamos de um saboroso peixe no restaurante comunitário da Associação dos Moradores. 




Mais tarde, tivemos o privilégio de presenciarmos golfinhos nadando harmoniosamente.



No final da tarde, o sol se escondendo atrás das montanhas elevadas da Serra da Graciosa ...


... e os barcos repousando nas águas calmas da baía compuseram um cenário bucólico. 


Mas a noite, o clarão do Porto de Paranaguá destoava no horizonte e as estrelas ficaram um pouco ofuscadas.

Acompanhem no próximo capítulo:
- Ilha do Peças: área de preservação ambiental e histórica

Quem leva:  

 Expedição & Aventura


Visa integrar práticas esportivas para iniciantes ou mesmo para aventureiros mais experientes, promovendo passeios ou expedições de caiaque e bicicleta em diferentes roteiros. Trabalha com grupos pequenos de 4 a 12 pessoas e organiza viagens durante o ano inteiro. Ideal para quem está começando e não quer se preocupar com agendamentos e infraestrutura.